eia. Lembrei-me que tenho um blog! -.-'
Uma vez que não actualizava este espaço algum tempo, fica aqui algo inacabado. Porquê inacabado? Porque a alma anda em obras!

Vou parar por um breve momento,
ver a minha alma a dissolver-se em segundos.
Tentar escrever.
Traço algumas linhas
Imagino o soneto perfeito,
a música e a letra ou então mais uma estúpida linha.
Tão estúpida como tantas outras!
Nem sempre as coisas andam bem
Os dias nem sempre são dias,
E as noites sempre serão noites!
O meu pensamento desdobra-se em múltiplos,
e é nesses momentos que eu vejo
como as coisas vão mudando,
como a vida vai mudando,
e tudo se transforma em pequenos momentos de tortura,
tudo se dissolve em reles nadas, nadas sem qualquer sentido.
Nunca me tinha apercebido que é tudo tão estranho,
a fugacidade eminente, a mudança, a cada virar da esquina
de um momento para o outro nada te parece familiar.
O sinal deixa de ser verde, e passa a vermelho sem perceberes porquê?
e a loucura assume o papel de maior relevo em toda a novela da vida.
Num dia está o sol mais brilhante, no outro..
Bem, no outro a tempestade que te corrói por dentro e te assusta.

...

4 comentários:

pinguim disse...

Que pena não vires mais vezes aqui...
Escreves bem e sabes comunicar os teus estados de espírito até através da música.

João Bravo disse...

A vida é mesmo isso, feita de bons e maus momentos. Nesta estrada encontramo-nos de muitas formas: felizes, alegres, destemidos, tristes, medrosos, desanimados... Mas tudo isso complementa e ajuda a construir uma estrada, um caminho que tantas e demasiadas vezes se remifica cabendo a nós escolher, optar qual o que devemos seguir, e pior, qual/quais vamos ter de deixar para trás... Enfim, continua a escrever porque encerras em ti muito talento que pouco esploras!

Anónimo disse...

É nos momentos mais difíceis que nos revelamos e crescemos; é nestes momentos que verdadeiramente vivemos! Que bom que te lembraste do teu blog; e faz-nos sempre bem parar, desde que não seja de vez!

Fico à espera de mais… ficamos todos, acho

Abraço-te,
Miguel

Rabisco disse...

Olá João!
Vou pedir-te uma coisa...

Todos nós temos a alma em construção mas tudo se torna mais completo se a construirmos a menos distância.

Aparece mais vezes...
Sentimos saudades.

Abraço grande

http://www.rabiscosincertossaltoemceuaberto.blogspot.com/

Mensagens populares